ÚLTIMAS GALERIAS
Profetas da Chuva no Piauí estão otimistas com inverno 2019 - Fórum Piauiense de Convivência com o Semiárido

19/01/2019 às 19h41min - Atualizada em 04/02/2019 às 19h41min

Profetas da Chuva no Piauí estão otimistas com inverno 2019

Profetas da Chuva no Piauí estão otimistas com inverno 2019
Uma das primeiras e grandes ações no ano de 2019 do Fórum Piauiense de Convivência com o Semiárido – FPCSA reuniu sábias pessoas agricultoras e também pesquisadores/as, imprensa, professores/as, além de convidados especiais que vieram de outras cidades do Piauí especialmente para este momento. Trata-se do XI Encontro dos Profetas da Chuva, organizado pelo Centro de Formação Mandacaru de Pedro II, organização integrante do FPCSA. O evento foi realizado no último sábado dia 12 de janeiro na Fazenda Santa Ângela, mais conhecida como Vivenda Santa Ângela, localizada na comunidade Placas, a 08 km da cidade de Pedro II, região norte do Piauí. A Vivenda é de propriedade da Fundação Santa Ângela, local onde também são desenvolvidos projetos agroecológicos sustentáveis, entre eles a área de manejo agroflorestal.

 

Durante as falas dos profetas e profetizas no tocante ao que eles observaram nos sinais da Natureza sobre as chuvas, percebeu-se um clima de muito otimismo dos sábios agricultores/as. "Se vocês perceberem as chuvas que caíram no mês de dezembro, vão perceber que elas enfeitaram a natureza, tá tudo bem chovido. Então, isso tem chamado muito atenção... Os meses de janeiro, fevereiro e março serão bem chovidos, já os meses de abril e maio apresentarão muitas falhas nas chuvas de acordo com as minhas observações baseadas na experiência do mês de setembro". Dizia o profeta Raimundo Zaca. Um outro profeta também reforçou essa previsão. "Quando chove no dia da Nossa Mãe, Nossa Senhora da Conceição, (08 de dezembro), o inverno é bom". Lembrou o profeta Zé Inácio, e continuou: "Reparando a Barra do Natal e do ano novo, também, indicaram um inverno boas chuvas, agora só resta nós esperar pra ver se confirma mesmo". Afirmou o profeta durante sua narrativa. O período de chuva, no qual os agricultores chamam de inverno nesta região é de janeiro a abril, período em que eles também preparam a terra, plantam a semente e esperam a chuva cair para produzir o alimento de sua família para o resto do ano.

 

Quase toda a região norte do Piauí tem um índice pluviométrico acima de muitas outras regiões do Estado, com média que varia entre 350 mm, em alguns lugares de sertão, a 900 mm, nas regiões de transições, como por exemplo parte do território dos cocais. Esse realidade justifica a diversidade de opiniões entre os profetas, como lembra a socióloga e professora Ivanilda Amaral. "Se estamos numa região onde tem áreas de vegetação da caatinga e não tão distante há áreas de cerrados ou cocais, se torna muito normal as experiências trazerem resultados diversos", lembra a professora.

 

Para a antropóloga Adeodata dos Anjos, o encontro dos profetas da chuva vai para além do erro ou acerto das previsões de chuva. "Este é um evento que traz sim, toda uma narrativa do quanto essas pessoas estão em sintonia com a natureza, mas o encontro dos profetas da chuva é também um movimento de resistência para manter viva a sabedoria popular dessas pessoas". Afirma a antropóloga.

 

O Encontro dos Profetas e Profetizas da Chuva do Piauí acontece sempre no mês de janeiro na cidade de Pedro II, região norte do Estado e reúne agricultores/as, pesquisadores/as, estudantes e admiradores do movimento. A expectativa do Centro Mandacaru é ampliar e mobilizar mais regiões do Estado e assim contar com uma maior participação de profetas e organizações do Semiárido Piauiense.

 

Por Neto Santos / Centro Mandacaru / ASA Piauí


AUTOR/FONTE:

Ascom

([email protected])

COMENTE
VEJA +

Entidades do FPCSA

© Copyright 2019 - Todos os direitos reservados

Rua Aguinelo Pereira da Silva, n° 3135 – Bairro São João - CEP: 64045-440

Teresina Piauí - Ascom do FPCSA: 86 9956-1389 / 8156-7556

E-mail: [email protected]

Site desenvolvido pela Lenium